O que as mulheres usavam antes das calcinhas.

O que as mulheres usavam antes da calcinha? Conheça a história de uma das invenções mais importantes para as mulheres!

Você já se perguntou o que as mulheres usavam antes da calcinha? Um item praticamente indispensável, já enraizado na moda intima feminina. Bom é isso que descobriremos nesse post, conhecendo a história e evolução dessa peça de roupa tão importante, continue lendo.

Já sãos mais de 100 anos desde a invenção mais próxima do que conhecemos por calcinha, até um século atrás essa peça íntima era muito diferente, ou simplesmente, não era utilizada pelas mulheres em seu dia a dia.

Se hoje temos centenas de milhares de modelos, tamanhos, cores e funcionalidades para a calcinha, saiba que até pouco tempo atrás à peça de roupa íntima, era, na verdade, uma pantalona. Aproximando-se dos modelos atuais, apenas por volta das décadas de 30 e 40, mas destacamos a palavra aproximando-se, pois ainda era bem diferente, cobrindo grande parte do corpo.

Em todos esses anos a evolução foi enorme, dando espaço a revolução, valorização e sensualidade feminina. Para celebrar essa peça tão icônica e presente em nosso cotidiano, confira abaixo a história e cronologia dessa peça de roupa tão marcante.

O que as mulheres usavam antes da calcinha?

Você consegue imaginar a sua vida sem a calcinha? Bom, até pouco mais de um século atrás, as opções disponíveis para as mulheres da época, eram poucas ou quase nenhuma.

Se atualmente as mulheres podem optar por conforto e sensualidade, apenas abrindo a gaveta de roupas íntimas e escolhendo qual peça usar, saiba que até poucos séculos atrás, as mulheres simplesmente não possuíam opção alguma.

Na Grécia antiga, muito tempo antes de qualquer forma parecida com uma calcinha, as mulheres romanas, utilizavam algo parecido com uma tanga de pano ou folhas, para proteger as partes íntimas.

Podemos conferir registros histórias desse período, diante de murais gregos, retratando mulheres utilizando algo parecido com calcinhas e sutiãs, registro que se confirmou e perpetuou ao longo da Idade Média e Renascimento.

Mural grego mulheres usando calcinha e sutiã.

Anos depois, por volta de 1530 a rainha da França, Catarina de Médici, foi considerada a primeira inventora da calcinha, sendo responsável pela elaboração de um modelo de peça íntima, que muito se aproximava das atuais.

A idéia surgiu de forma despretensiosa, certo dia a rainha faria uma montaria a cavalo, e decidiu utilizar um pedaço de pano, embaixo do vestido, apesar de ser um ato notório de proteção, não foi exatamente ai que a peça ganhou força.

Na Inglaterra, terra da rainha, a calcinha era uma peça de roupa muito mal vista para as mulheres, pensamento que só mudou após dois séculos.

Mais alguns longos anos, em 1800 mais precisamente, no século 19, surgiu os primeiros cortes de roupa íntima, pelo menos os que começaram a se popularizar entre as mulheres e foram aceitos pela sociedade da época.

No entanto, estes modelos ainda eram grandes, quentes e nada sensuais, chamados Pantaloon, se destacaram pelo aceite, mas ainda estavam longe das calcinhas e lingeries modernas.

Por debaixo das tradicionais saias e vestidos da época, costumava-se usar um conjunto bem incômodo:  calção na altura dos joelhos ou coxa, blusa de alça, ambos associados a um camisolão.

Calcinhas século XIX pantaloon.

Tais peças costumavam ser de algodão, largos e sem estampa, já o conforto e sensualidade, não preciso nem dizer nada.

As estampas e cores muito marcantes nas calcinhas, só foram surgir com a Revolução Industrial, além é claro das máquinas de costura caseiras.

Quando a calcinha como conhecemos surgiu?

Agora que entendemos o que as mulheres usam antes das calcinhas, falta entender em que momento a calcinha de fato surgiu e como foi essa evolução até aqui.

Os registros mais assertivos que temos, datam do século XX, como sendo o ponto de partida e marco da revolução das lingeries. Sendo a partir desse período em que as calcinhas e sutiãs realmente se popularizaram entre as mulheres e foram aceitos como algo comum entre a sociedade.

Foi nesse mesmo espaço de tempo que os espartilhos caíram no desuso, dando espaço ao surgimento e ascensão dos tecidos como lycra e nylon.

Com a popularização das peças íntimas e avanços da indústria da moda, peças mais confortáveis começavam a ser lançadas. E a pantaloon começou a perder seu espaço, dando lugar a calças mais curtas, parecidas com saias e bermudas largas.

Modelos de calcinha do século XX.

Seguindo a cronologia o avanço das peças íntimas, continuaram a acontecer por volta das décadas de 30 e 40, as calcinhas começaram a tomar uma forma bem parecida do que conhecemos hoje.

Continuando a evolução e tendências da moda, foi na década de 50 que a cinta-liga começou a ser usada, com objetivo de segurar a meia-calça, firmando a sensualidade da roupa íntima feminina.

Cinta-liga da década de 50.

Neste mesmo compasso, o Nylon já havia demarcado o seu espaço na fabricação de roupas íntimas, tornando as calcinhas mais justas, permitindo as mulheres muito mais que conforto, mas também, a sensualidade e valorização das curvas femininas, ainda que de forma tímida.

As calcinhas e seus modelos sensuais

Nos charmosos anos da década de 80, quem ganhou espaço no guarda-roupas feminino foram os bodies, peça muito associada a febre da aeróbica, contudo, era uma peça sensual, capaz de valorizar o corpo feminino, sendo adotado com muito carinho na época e se fazendo presente até os dias atuais.

Já na década de 90, a indústria da moda íntima, com objetivo de atender as demandas de suas consumidoras, começaram a investir, fortemente em peças sensuais, cada vez menores e ornadas com detalhes arredondados.

A título de curiosidade, foi neste período de ascensão da valorização da sensualidade feminina, que a brasileira, Magda Cotrofe, inventou a calcinha fio dental. Modelo que surgiu na década de 80, com a proposta de valorizar o bumbum, com muito menos cobertura na parte traseira.

Desse momento até os dias atuais, os modelos de calcinhas não param de evoluir, acrescentando cores, detalhes e acabamentos, para atender todos os gostos e estilos.

Surgimento das lingeries

Não temos uma data exata para o surgimento da lingerie, mas seus primeiros sinais datam do século 19, vindo de peças de linho que se aparentavam como camisões. Esse possível surgimento ocorreu durante a primeira Guerra Mundial, tomando forma devido a necessidade de mais conforto para as mulheres que agora precisavam trabalhar nas fabricas.

Já um século depois, em 1914 no século XX, o primeiro sutiã pronto para comercialização foi criado, tinha formato triangular, possuía bojo e tiras nas laterais.  No entanto, a primeira calcinha comercializada em lojas, foi surgir em 1920 e cobria o quadril inteiro das mulheres.

Nesse ponto, podemos perceber que antes de as lingeries serem peças de valorização da sensualidade feminina, eram inicialmente, peças com objetivo de proporcionar mais conforto, fato que se perpetua até hoje.

Com o passar do tempo, após seu surgimento e aceitação das mulheres a indústria da moda íntima a se desenvolveu cada vez mais. E foi na década de 60 quando as lingeries começaram a se tornar mais sensuais, proporcionando conforto e valorização do corpo.

Mulher de lingerie década de 60.

A indústria agora apostava em formatos variados de alças, tecidos, bojo, detalhes em renda ou efeitos de corte. Segundo as décadas, a proposta de sensualidade se intensificou, agora os bodysuits, sutiãs com enchimentos, aros, cintas-liga e cores variadas tomavam conta das lingeries.

Outra grande revolução no surgimento das lingeries, foi o aumento das possibilidades de tecido, inicialmente as peças eram fabricadas em linho, mas foi na década de 40 que sutiãs e calcinhas ganharam o náilon, o que garantia muito mais conforto e uma vestimenta melhor.

As lingeries de renda só caíram na graça das mulheres, na década de 60, assim como as peças transparentes.  E desde os anos 2000 com os avanços tenológicos, surgiram as peças de microfibra e elastano, abrindo uma nova era para as lingeries.

Na Compra Fácil Lingerie você encontra a mais completa linha de lingeries do mercado, independente do seu estilo e objetivo, temos a lingerie certa para você.

Web Stories

Posts Similares