Loja Compra facil Lingerie

Conheça a história da lingerie

O hábito de vestir roupa íntima nem sempre foi como conhecemos agora

As roupas íntimas são peças tão habituais no nosso dia a dia que nem ao menos pensamos no motivo usarmos. Acontece que além do óbvio – proteger as partes mais sensíveis do corpo do contato com tecidos e do atrito com a própria pele – a lingerie já teve tem muitas outras funções. Isso sem falar nos modelos, que eram completamente diferentes dos que conhecemos hoje.

No post de hoje, vamos falar sobre a história dessas peças que sempre acompanhou as mulheres bem de perto.

O começo

Os primeiros registros de lingerie vem da Grécia Antiga. As calcinhas eram parecidas com fraldas de pano e os sutiãs eram faixas de tecido presas ao tórax, que sustentavam os seios. A evolução da lingerie seguiu lenta até o final do século 19. A peça mais icônica dessa época foi o espartilho, responsável por manter a cintura feminina tão fina quanto fosse possível. O conforto não era uma preocupação do padrão estético da época e muitas mulheres tinham os órgãos internos tão comprimidos por eles, que se sentiam mal. Algumas até morreram por conta disso.

 

As primeiras lingeries modernas

Depois da primeira guerra mundial, o ideal de beleza feminino mudou bastante e as lingeries mudaram também. Para que a silhueta se mostrasse mais reta e esguia, foi criada a peça chamada combinação. Essa peça era bem mais leve que as suas antecessoras e não influenciava em nada no caimento dos vestidos da época, fluidos e feitos em tecidos mais finos.

Nos anos 20, uma outra novidade muito interessante surgiu: a meia calça. Mais tarde – entre os anos 60 e 70 – essa peça atingiu seu ápice ao permitir o uso de minissaias com maior segurança e conforto. Ainda na década de 20, surgiram os camiknickers, uma camisola costurada à calcinha que acompanhou as mulheres por muitos anos.

 

Adicionando sensualidade

Nos anos 50, as Pin Ups romperam com os modelos românticos e popularizaram as lingeries com uma pegada muito mais provocante. Rendas, decotes, corsets curtos e cintas-liga são símbolos dessa época. Já nos anos 60, foi a vez do sutiã ganhar contornos mais parecidos com os que conhecemos.

 

A lingerie que conhecemos

Na efervescência dos anos 80, as lingeries começaram a se misturar com as roupas. Os shorts diminuíram para hot pants e os sutiãs eram usados como tops, pra fora das camisas. Nessa época, falar de lingerie já não era mais um tabu no Brasil. Quem não lembra do icônico comercial “Meu Primeiro Sutiã”, de 1987?

Nos anos 90, o hit do momento foi lançado pela grife Calvin Klein, que também enxergou potencial de moda nessas peças e apostou em elásticos com sua logo. Também foi nos anos 90 que os sutiãs deixaram de ser somente um instrumento de suporte aos seios e passaram a valorizá-los. O Wonderbra chamou a atenção do mundo todo para os tamanho do busto e pode ser apontado como um influenciador no aumento no número de cirurgias de implante de silicone no Brasil e também por alguns acidentes de carro causados por homens que se distraíam com seu anúncio em outdoors.

 

Por Susi em Lingerie, Revenda

produtos para você se inspirar

D135

Publicações semelhantes

veja
ASSINE NOSSA NEWSLETTER!
Não perca nenhuma atualização
e ainda garanta descontos em nossa loja!
Posts Recentes
Posts Mais lindos